terça-feira, 9 de setembro de 2008

De que guerra estávamos mesmo falando?


Já imaginou estar em pleno cenário de guerra, tendo a possibilidade de comandar açoes militares? Parece coisa de sonho. E o é.

Nesta terça feira, estivemos do outro lado da matéria, acompanhando o que seria uma operação de guerra numa cidade que, sinceramente, não consigo atinar.

Aviões atravessavam a cena onde era possível visualizar pessoas correndo em busca de abrigo; sinais de destruição ao longo de ruas completamente destruídas.

Uma voz de comando orientava os acontecimentos. Falava em língua diversa da que conheço.