quarta-feira, 28 de abril de 2010

Em busca de alguém do lado de cá


E eis que sonho com Baman Vieira. Ele foi um radialista que atuou no Ceará. Pertence a outra dimensão já há alguns anos. No sonho, ele insistia para que eu avisasse - ou a sua irmã ou seria esposa - que ele está bem.

Acordei. Fiquei pensativo um bom tempo no sonho. Voltei a dormir e, outra vez, o mesmo sonho, que na verdade entendo como desprendimento. Baman me pedia para avisar a irmã (...) Freire ou Pires que ele está bem.

Alguém conhece a pessoa?

sábado, 17 de abril de 2010

De amar aos que se amam, o amor à Vida


Eu amo aqueles que nem me conhecem
e que, provavelmente, surpresa teriam
se me conhecessem.

Eu amo o ator ou atriz que recria almas
e impõe corpo a elas como se figurassem
na medida do real.

A palavra de quem prega avisos do futuro,
sem esquecer jamais de por no presente
seus admiráveis pés.

Eu amo quem ama o cinema de qualidade,
a expor temas que nos aliviam tensões
e nos põem em lágrimas.

E as virtudes de quem se anonima em tudo
em função do bem estar de muitos outros,
ainda que se anulem.

Ah! eu amo a palavra, o gesto, o silêncio.
A voz interior que me cala sobremaneira
quando estou errado.

Eu amo a Vida, essa soma que nos multiplica,
dividindo sensações e diminuindo ódios,
porque, afinal, é a Vida.

E amo, principalmente, amar os que se amam,
ainda que nenhum deles saiba da existência
de alguém c0omo eu...

Os que buscam se limpar pelo sangue de Jesus

.
Foi preciso sonhar para obter a resposta. Vivia eu me indagando o porque de pessoas que, em meio a vida atribulada de altos e baixos - mais baixos do que altos -, de repente, resolvem mudar radicalmente e se tornam... evangélicas! Por que não católicas? Ou seguir o Judaísmo, o Islamismo, ou o Budismo? Sempre alguém que 'erra', na hora de mudar vira evangélica. E descobri num sonho a resposta.

Sonhei com uma amiga, cujo nome não me recordo de jeito nenhum, a me dizer que o evangelismo pentecostal tem conotações fundamentalistas e que apregoam que os pecadores para ganharem um lugar entre os dos eleitos, basta tão somente aceitar a Jesus. E pronto!

Mesmo que tenham cometido os maiores crimes. Mesmo depois de uma vida devassa, onde se tenha feito tudo de ruim no mundo, "bastaria aceitar Jesus que o sangue derramado por ele já lavou os nossos pecados." Na verdade, como diria o Código do Consumidor, isso é uma espécie de propaganda enganosa e que visa acima de tudo confundir o 'comprador'.

O simplicismo de achar que depois de matar, roubar, corromper, fazer o diabo a quatro, a gente tem pela frente o inferno como destino, realmente deve ser terrível na cabeça de quem passou por essa experiência.

A nossa guia diz que, em verdade, todos nós não estamos livres de passarmos pelo filtro da avaliação dos nossos atos e pensamentos. Somos aquilo que pensamos e agimos. E dessa soma é que se aglutinarão no futuro as cobranças da lei de causa e efeito.

Busca-se as doutrinas evangélicas por essa visão estereotipada de que facilmente seremos arrebatados, bastando dizer que se entregou a Jesus e pronto. A verdadeira doutrina do Amor exige Justiça e a paga pela mesma moeda.
 
"O amor cobre uma multidão de pecados", alertou São Pedro, no Novo Testamento, mas todos nós seremos convidados a retraçarmos o nosso caminho no mapa de nossas próprias configurações. É preciso voltar a sorver o mel ou o travoso gosto de nossas experiências anteriores.

Para isso é que a mensasgem dos grandes profetas busca conscientizar a todos da necessidade de cumprir um roteiro de Luz na Terra e aprimorar, cada vez mais, o espírito. É ele onde se foca toda a bagagem de nossa vivência no mundo. É por ele que iremos ser avaliados na medida potencial de energia que vibrarmos quando saídos da casa.

Outrossim, o sangue do Cordeiro beneficiou a todos aqueles que viveram até o início da Era Cristã e que não tinham conhecimento da Verdade. 'A verdade vos libertará'. Mas é preciso agir na prática do Bem para que se alcance o dom da elevação.  

Será que me fiz entender do modo como ouvi no sonho?

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Por que dormem tanto os velhos e as crianças?


Por que os recém-nascidos e os mais velhos passam tanto tempo dormindo? A pergunta me vem depois de ver familiares meus idosos que passam um bom tempo dormindo e, mesmo na vigília, carregam uma atitude de quem vive sempre interessados no sono.

Na verdade, por estarem mais próximos às origens, velhos e crianças manifestam bem mais presença no lado da dimensão do espírito do que nas faixas da matéria. O recém-nascido porque ainda não despertou na integralidade dos mecanismos da reencarnação e o idoso porque está transitando nos últimos momentos da vida terrena.

Um bom anjo diria: "Creias na plenitude da vida em todos os ângulos da existência. Em tudo se perpetua a essência divina. Do grão de areia que se anonima na montanha ao infinito que esconde míriades de pontos de luz.

Adormecida na dimensão da Luz, a Vida se agita e se renova na complexidade do nascimento. Cresce junto ao conjunto de células organizando o corpo de cada ser, até que se complete a data limite de sua materialidade.

Cada ciclo da renovação é lição ambientada de Amor e de fecunda crença na sábia virtude do Bem e na eterna presença de Deus em nós"