quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Missão no porto de Haifa onde reencontro velha amizade


Cada noite que se deixa o corpo, o espírito viaja por regiões que lhe atendam aos anseios e ao nível de adiantamento. Nesta madrugada, me vi desprendido e volitando por áreas que as conheço apenas de ouvir falar.

Estava em um ônibus com inscrições árabes - aqueles desenhos orientais que identificam o povo daquela região - e no vidro do veículo eu conseguia ler (embora não saiba de nada dessas línguas) a inscrição: "permitido tráfego".

A certa altura, o veículo pára. Todos descem. E tenho conhecimento de estar no porto de Haifa - ou Haiffa, não sei bem a escrita correta - onde dezenas de pessoas estavam embarcando e uma equipe missionária prestava atendimento.

No meio dessa equipe, deparo-me com Rodrigues, um ex-colega de primórdios do rádio em Iguatu e filho de um pastor da igreja Assembleia de Deus. Eu o abraço e digo surpreso por encontrá-lo ali.

"Meu irmão me conta sobre suas lembranças de mim e meu pai manda lembranças", me diz ao que agradeço. O irmão reside em Iguatu, onde o pai era comerciante de uma loja chamada Casa Bethel.

Eu pergunto se ele estava morando naquela região e ele me responde que não. Como eu, era passageiro do ônibus, e estava ali cumprindo um trabalho. Ele me abraça outra vez e vou acordando com os braços entrecruzados, como se ainda estivesse abraçando alguém.

FALANDO NISSO


Fui pesquisar sobre Haifa e descubro que fica em Israel. Informações da Wikipedia.