domingo, 29 de maio de 2011

POESIA. Do outro lado de onde eu vim

O mundo anda comigo
ele come e bebe do que eu bebo e como
meus pés são seus trilhos
meus braços, suas asas.

fortalece-me de sua aura
e eu o nutro de minha verdade.
Comigo anda o mundo
que come, bebe e se embriaga comigo.