segunda-feira, 27 de maio de 2013

MÁTER-RA

.





Comparação bendita essa tua

Que é ser a Terra escola benfazeja,

Onde acorda a alma ainda nua

E veste-se da luz que a ela almeja.



É uma escola onde se continua

O aprendizado bem que se deseja

Avançar, pois quando finda a sua

Vida, uma outra em outro ar viceja.



É também prisão de almas desditosas

Que preferem espinhos e não rosas

No jardim mor que essa vida encerra.



É hospital de Luz a cauterizar almas

Que a penas duras se fazem hoje calmas

nas bênçãos de amor dessa mãe Terra.


Centro Espírita João, o Evangelista
Durante a reunião doutrinária de 27 de Maio de 2013