sábado, 4 de janeiro de 2014

Asas do tempo

.
.
.

O tempo tem asas.
Como homem gostaria de tê-las. 

Não para vencer o tempo, mas a distância.
Toda distância é medida pelo tempo.
 O tempo me dista mais de 60 anos de minha casa.
A minha origem está na outra linha desse tempo físico.
Eu sou um espírito que, momentaneamente, 

vive uma experiência humana.
Depois que o tempo não me quiser mais aqui,
um outro tempo me conduzirá às origens do eu.
E eu serei lembrança no tempo,
da saudade dos amigos,
no tempo de chegar aos lugares que deixei...
por um tempo.