quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Os dias em que eu nasci



Eu, que cheguei ao mundo no ano em que vim à luz,
nasci mesmo foi no dia em que entrei para a escola
e acabei com a cegueira das letras e algarismos
para mergulhar nesse mundo de prosas e de versos.

Eu, revelado no ano que da minha mãe apartado fui, 
Considero-me nascido mesmo no dia do primeiro afago, 
do primeiro beijo, do primeiro gozo, da namorada, 
que me levou ao primeiro adeus expondo meu coração.

Eu nasci no dia em que fiz pela promeira vez, sexo
Quando no trabalho, ganhei meu primeiro salário,
Quando, estudando, me formei na faculdade.

Eu nasci para o mundo no dia do que te encontrei
E renasci a cada instante em que te ouvi dizer
Que nasces a cada dia em que eu morro de amor por ti.