terça-feira, 18 de outubro de 2016

nos bailes do mundo - Nonato Albuquerque

Nos bailes do fim do mundo, 
Com quem dançará Fred Astaire?
Ingrid terá reencontrado Rosselini?
Para quem mostrará a língua Einstein?
Dumont terá ganho asas que nem seu 14 Bis?
No oco do mundo para onde as almas migram
Chaplin terá visto Oona e emudecido
outros seres com seu eterno vagabundo?
Beethoven, terá ouvido os sons da Nona Sinfonia?
Mahatma Gandhi tecido um outro dhoti?
Quando passou para a dimensão da Luz
Walter Elias terá construído uma ‘Disney Heaven’?
Coexistirá com Albino, o sorriso Luciani?
Em que cinema Federico estará Felini?
Como estarão Franco, Mussolini, DeGaulle, Roosevelt
E ‘ele’, que não ouso nem citar o nome?
Todos esses mitos humanos passaram
E hoje rumino o ontem de onde eles saíram
para mostrar como é fugaz a vida na matéria.
Com quem partilhará seus sonhos Jackeline?
Keneddy, o John? Ou Aristoteles Onassis?
E aquele anjo bom que adotou Calcutá por sobrenome,
Teresa, madre, mãe dos pobres... como estará?
Nos bailes do fim do mundo,
Deborah ainda Kerr que Gregory Peck?