quarta-feira, 22 de agosto de 2018

P DE POESIA - IMPRESSÕES A primeira e a última

IMPRESSÕES: A primeira e a última
Não creio nos homens que faltam com a palavra,
que fazem trapaças, 
que geram confiança quando buscam votos 
e, quando eleitos, fazem tudo
para apagar em todos nós 
a primeira impressão.

Não creio nas coisas que dizem esses homens
que só trapaceiam 
e buscam beneficiar-se
depois de se fazerem santos para se revelar 
verdadeiros demônios 
na primeira ocasião.

Não vivo esse tempo de homens abjetos
Que fazem qualquer coisa 
para se sentirem bem sem levar em conta 
a avaliação daqueles 
que deles têm uma definitiva 
e última opinião.

Por isso, não conto tempo, não somo suas coisas
E, tampouco, eu divido 
com esses homens sem respeito, 
que anoitecem na vida
mesmo quando 
ainda é manhã.