sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Construtores da Nação


Eu tenho a cara nordestina de todo sertanejo
que admira o seu chão e fortalece a sua raça;
que dorme com esperança e acorda um só desejo,
De ver a sua gente respeitada em toda praça.

Eu tenho a fortaleza de entes que são um pejo
de orgulho - cuja ação, homem nenhum rechaça.
Padim Ciço, o Dragão do Mar que fez o despejo
Dos que na escravidão, lucravam com a desgraça.

O Brasil, onde eu passei habitar nessa existência,
Tem lutas de superação e histórias de grandeza
Que merecem, de cada um de nós, celebração.

Nordestinos no mundo, temos em nós a ciência
De sermos raça sofredora mas, que com certeza,

Tem a alma gentil dos que constroem a nação.

(Nonato Albuquerque)