sábado, 9 de janeiro de 2016

POESIA: O CÉREBRO E A FIGUEIRA

O CÉREBRO E FIGUEIRA 



Na vida de todo mundo,
o cérebro é força primeira

que se levarmos à fundo
comparamos à figueira.

Quando jovem, um segundo

basta para render-se faceira
ao seu doce e mais fecundo
fruto. Dá que é de carreira.

Quando o tempo passa veloz
que a nossa memória falha,
ele ainda mais parece a figueira.


Já não responde a essa voz
do arquivo e em nós trabalha
sem a mesma força primeira.