domingo, 28 de julho de 2019

Mascar a vida para regurgitar a morte


eu vivo abismado em mim
com medo de dar
um salto mortal
e acabar, escorrendo minha alma
por entre as vitrines
das famigeradas mídias sociais.

Não me sinto confortável
como possam imaginar  
os que dizem ser o passado
capaz de pagar
todas as minhas dívidas eternas.
Não acredito em nada disso. 

Eu não sou anjo,
nem demonizo a fé de quem me vê
santo e não põe um pingo de fé
na possibilidade de mudar meu rumo.

Para onde eu sigo
não seja o céu, nem o inferno
o destino a que me conduzo. 
mas o ‘point’ de onde eu saí
um dia, para levar esse tempo
todo, mascando a vida
para regurgitar a morte
que habita em cada um de nós.